Canyon Itaimbezinho e Canyon Fortaleza, lugares lindos em Cambará do Sul

postado em: Brasil | 4
203 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 201 LinkedIn 2 Google+ 0 Filament.io 203 Flares ×

Você já ouviu falar sobre esta cidade? Cambará do Sul é uma cidade muito pequena e simples. Ao mesmo tempo com seu ar de interior é muito graciosa. Apesar de suas belezas naturais, ainda é um destino não muito conhecido dos turistas. Mas a final o que tem para ver em Cambará do Sul? Canyons, isso mesmo Canyon Itaimbezinho e o Canyon Fortaleza, e muitas outras belezas naturais.

A cidade possui pouco mais de 6500 habitantes, segundo o site da prefeitura da cidade. Está localizada no interior do Rio Grande do Sul, na Serra Gaúcha. Um fato curioso na cidade é que todo o comércio, com exceção dos restaurantes e agências de turismo é claro, fecham suas portas entre 12h00 e 14h00. Todos vão para suas casas, almoçam e descansam, para depois voltarem ao trabalho. Imaginem a qualidade de vida dos habitantes. Neste texto falo de outra cidade que visitei em minha viagem pela Serra Gaúcha. E no blog Viagens e Caminhos o Jair dá ótimas dicas sobre São Francisco de Paula uma cidadezinha que fica no caminho entre Gramado e Cambará do Sul. 

 

Portal Cambará do Sul
Portal Cambará do Sul

 

O que fazer em Cambará do Sul

A área urbana da cidade, por ser muito pequena não oferece muitos atrativos. Mas é interessante uma volta pela rua central da cidade.

Ela parece mais um vilarejo, não uma cidade. Na rua principal, que também é a rua de acesso à cidade, há: padarias,  algumas lanchonetes e restaurantes, dois mercados, a Igreja Matriz e as agências de turismo.

Neste centrinho é possível ver ainda algumas construções em madeira, muito antigas. Algumas bem conservadas outras não muito. Na rua principal há um canteiro central com luminárias graciosas.

 

Igreja Matriz de São José - Cambará do Sul
Igreja Matriz de São José – Cambará do Sul

 

Como fazer os passeios em Cambará do Sul

Como chegamos à cidade por volta do horário do almoço, fui até uma das agências de turismo de Cambará do Sul para verificar algum passeio para aproveitar o fim daquele dia. Por lá descobri que há muitos passeios para fazer na cidade, com duração de meio a um dia inteiro.

O valor dos passeios em grupo gira em torno de R$ 50,00 por pessoa. Há várias opções, visita aos Canyons, travessias, visita a cachoeiras, etc. A agência de turismo que visitei foi a Guia Aparados.

Como eu havia lido em alguns blogs de viagem, o Desviantes e o Viajar Pelo Mundo, que é totalmente possível fazer o passeio sem guias, resolvi não contratar a agencia. Mesmo porque eu só teria aquela metade de dia e o dia seguinte para conhecer tudo que eu queria, não iria dar tempo de fazer em grupo.

Então fomos almoçar e voltamos à pousada onde estávamos hospedados. Aliás, se precisar de hospedagem em Cambará do Sul  faça sua cotação por aqui. Além de conseguir a melhor hospedagem pelo menor preço, você ajuda o blog De Cá Pra Lá a continuar dando dicas para suas viagens.

Na pousada conversamos com o proprietário, o Edson, e perguntamos como poderíamos aproveitar aquela tarde. Ele nos indicou uma cachoeira localizada dentro de uma fazenda numa cidade vizinha de Cambará do Sul, Jaquirana.

 

Cascata dos Venâncios - Jaquirana
Cascata dos Venâncios – Jaquirana

 

Cascata dos Venâncios em Jaquirana

Não é difícil chegar à fazenda, basta pegar a rua principal de Cambará e seguir no sentido do portal de entrada da cidade.  Mais ou menos 6 km a partir do centro da cidade, haverá uma saída com placa para Jaquirana, a sua direita. Andando mais 14 km nesta estradinha de chão batido, você verá a placa para a Fazenda Cascata dos Venâncios.

Você entrará em outra estradinha de chão batido a sua direita e seguirá por mais 2 km, até encontrar a entrada da fazenda. Lá a proprietária o receberá, anotará seu nome e cobrará uma taxa de R$ 10,00 por pessoa.

Da entrada da fazenda até o local da cascata será aproximadamente 1 km. No caminho até a cascata você verá várias ovelhinhas, de todos os tamanhos, uma fofura.

 

Ovelhas na Fazenda dos Venâncios - Jaquirana
Ovelhas na Fazenda dos Venâncios – Jaquirana

 

E prepare-se para um espetáculo, as cascatas são maravilhosas. Uma parte dela fica do lado direito do estacionamento, e é bem imponente. São paredões de 6 metros de altura com queda d’água.

A outra parte fica do lado esquerdo, onde você passará uma porteira, e seguira em meio a pinheiros, e descerá alguns degraus feitos no solo. Cuidado para não escorregar, pois as folhas dos pinheiros caídas no chão deixam tudo coberto e escorregadio.

Há uma placa avisando sobre o risco de encontrar cobras no local, não vi nenhuma, mas não custa ficar atento. O lugar é um cenário de filme. Vale muito o passeio e os R$ 10,00 investidos. Garanto que você ficará encantado.

 

Cachoeira dos Venâncios - Jaquirana
Cachoeira dos Venâncios – Jaquirana
Cachoeira dos Venâncios - Jaquirana
Cachoeira dos Venâncios – Jaquirana

 

Parque Nacional da Serra Geral

No segundo dia em Cambará do Sul acordamos bem cedo, tomamos nosso café da manhã delicioso da Pousada Recanto das Gralhas e saímos para conhecer o Canyon Fortaleza.

Este canyon fica no Parque Nacional da Serra Geral, é fácil chegar até lá. Pegue a rua principal da cidade, sentido contrário ao pórtico da cidade. Siga pela estrada asfaltada por 14 km e depois mais 4 km em estrada de chão até a entrada do parque.

A estrada de asfalto é bem sinuosa e tem velocidade reduzida, para proteção dos animais que podem atravessar a pista. Portanto é importante respeitar o limite de velocidade e proteger os animais. Apesar do trecho em estrada de chão, o percurso é tranquilo, pois a estrada está em bom estado de conservação. Mas caso seu carro seja muito baixo não aconselho ir com ele, pode bater embaixo em alguns pontos.

Este parque é mais rústico, não tem estrutura de banheiros ou lanchonetes. Portanto leve lanches e água.

Na entrada do parque há um funcionário que anota quem entra. A entrada é gratuita. O único banheiro do local fica na entrada do parque e é bem simples.

Além do Canyon há vários outros pontos a serem admirados no Parque da Serra Geral e que valem a pena conhecer. Sugiro começar pelo último que é o Canyon Fortaleza.

 

Cascata dos Venâncios - Jaquirana
Cascata dos Venâncios – Jaquirana

 

Canyon Fortaleza

Para chegar ao Canyon Fortaleza você seguira por uma estrada de chão por 4 km até encontrar uma cerca que impede a passagem do carro. Neste ponto você fará uma caminhada de mais ou menos 1,5 km ida e volta para ver o Canyon.

Há várias trilhas no gramado por onde você pode seguir. Eu iniciei o passeio por uma estrada, depois fui seguindo as trilhas no gramado. Atravessei um riachozinho bem estreito, passando por cima das pedras. Então cheguei à beirada do canyon, o lugar é incrível. A vista lá de cima é espetacular.

Os pássaros voam dentro do canyon, cantando e divertindo-se, é um espetáculo da natureza e faz você agradecer pela oportunidade de vivenciar esta experiência.

É possível andar por um bom trecho na beirada do canyon ter vistas de vários ângulos da cratera. É magnífico.

A caminhada pelo Canyon Fortaleza é bem tranquila, pois é um caminho plano. É importante ir com tênis e passar protetor solar.

Pelo caminho há um pouco de água que brota do chão, por baixo do gramado, então é provável que você molhe os pés.

Neste parque, você chega realmente perto do abismo, não há grades ou cercas de proteção. Portanto é muito importante tomar cuidado onde pisa. Se for com crianças, redobre o cuidado, evitando acidentes.

 

Canyon Fortaleza - Cambará do Sul
Canyon Fortaleza – Cambará do Sul

 

Cachoeira do Tigre Preto e Pedra do Segredo

Saindo do Canyon Fortaleza, no caminho de volta, você avistará um rancho pequeno, parece um ponto de ônibus. Este é o ponto para começar a trilha para a cachoeira do Tigre Preto e Pedra do Segredo.

Atrás deste rancho há uma estrada, siga por ela, e a uns 500 metros encontrará duas trilhas, siga pela esquerda. Você descerá alguns degraus feitos no chão. Muito cuidado, pois a terra normalmente é úmida e escorregadia, já que esta parte da trilha está em meio a árvores.

Você atravessará um pequeno riacho, no máximo 40 cm de largura. Subirá uma rampa pequena e mais um pedaço de trilha, e encontrará o rio que forma a cachoeira.

Para ter a vista como da foto abaixo, você precisará atravessar o rio. Mas é tranquilo, tem muitas pedras dentro do rio, é só ir escolhendo as pedras mais próximas.

Depois de atravessar o rio, você terá mais uma trilha, e conseguirá avistar a queda da Cachoeira do Tigre Preto. Ela é linda.

Para chegar à Pedra do Segredo, continue seguindo a trilha, mais uns 500 metros e conseguirá avista-la.

A Pedra do Segredo é uma formação rochosa de mais ou menos 500 metros de altura que fica apoiada sobre uma base de no máximo 50 cm. É uma vista bem interessante. E deste ponto você também terá outro ponto de vista do canyon.

É importante ir de tênis para este passeio também, pois caminhará por lugares escorregadios e sobre pedras.

 

Cachoeira do Tigre Preto - Parque Nacional Serra Geral
Cachoeira do Tigre Preto – Parque Nacional Serra Geral

 

Pedra do Segredo - Parque Nacional da Serra Geral
Pedra do Segredo – Parque Nacional da Serra Geral

 

Trilha da Borda Sul

Como eu tinha pouco tempo na cidade, não consegui fazer esta trilha, pois ida e volta são 6 km de caminhada. Onde se tem um outro panorama do Canyon Fortaleza.

Mas já é um motivo para me programar para mais uma visita a Cambará do Sul. Além desta trilha que não tive tempo para fazer, há também passeios para conhecer outras cachoeiras, por um caminho de 90 km.

Existem também na cidade vários outros canyons que não tive oportunidade de conhecer. Canyon Cambajuva e da Pedra, Canyon do Pinheirinho.

Canyon Fortaleza - Cambará do Sul
Canyon Fortaleza – Cambará do Sul

 

Parque Nacional Aparados da Serra

O outro canyon que conheci em Cambará do Sul foi o Canyon Itaimbezinho. Este último está localizado no Parque Nacional Aparados da Serra, e por lá há várias trilhas que te levam a avistar o canyon.

Para chegar ao Parque Nacional Aparados da Serra também é muito fácil. Na rua principal da cidade, a Avenida Getúlio Vargas, há um banco Banrisul. Em frente ao banco, do outro lado da avenida há uma rua de chão batido. Entre nesta rua, e assim que chegar no asfalto novamente (cerca de três quadra), vire a esquerda na Estrada do Faxinal e siga por esta estrada de asfalto por mais ou menos 2 km.  

A partir deste ponto você entrará em uma estrada de chão batido, a mais ou menos 18 km haverá a placa a sua direita indicando a entrada do Parque.

Este parque é melhor estruturado, tendo guarita com cancelas para entrada onde anotam quem entra e quem sai. Há um estacionamento para deixar o carro e um centro de informações onde uma profissional explica sobre o Canyon Itaimbezinho e também sobre o Canyon Fortaleza.

Uma curiosidade que descobri lá, um metro abaixo da beirada do Canyon está a divisa entre Cambará do Sul e a cidade de Praia Grande. Achei superinteressante isso.

Por lá também confirmei a informação de não ser necessário utilizar o serviço de guias para visitar os canyons na parte superior. Apenas os passeios feitos pela parte de baixo do canyon requer guia e têm duração em torno de 8 horas.

 

Canyon Itaimbezinho - Parque Nacional Aparados da Serra
Canyon Itaimbezinho – Parque Nacional Aparados da Serra

 

Canyon Itaimbezinho

Para conhecer o Canyon Itaimbezinho existem duas trilhas. As duas são fáceis de fazer, não há subidas. Por elas é possível ter a visão de vários ângulos do Canyon.

Para este passeio também é importante levar água, estar calçando tênis e usar protetor solar. Neste parque além de haver mais estrutura de banheiros e centro de informações, também há cercas de proteção, o que impede os visitantes de chegar muito perto do abismo.

Vamos às trilhas.

Trilha do Cotovelo

Esta trilha é a mais longa do parque e você terá vários ângulos de visão do Canyon Itaimbezinho.

Ela tem 6 km ida e volta, mas é bem tranquila, apesar da distância. Durante o percurso há bancos onde você poderá descansar um pouco, caso não tenha muito preparo para caminhadas tão longas.

Nesta trilha também é possível encontrar algumas vaquinhas no caminho. Mas elas são tranquilinhas, é só não correr, nem chegar muito perto…rs

 

Canyon Itaimbezinho - Parque Nacional Aparados da Serra
Canyon Itaimbezinho – Parque Nacional Aparados da Serra

 

Durante o percurso também é possível avistar um rio que dá origem às cachoeiras existente no Canyon.

Após caminhar 2,5 km, você começará a avistar o Canyon Itaimbezinho. Neste último trecho da caminhada há vários pontos do observação.

Cada um deles te dará uma visão diferente, uma mais linda que outra. Além também de avistar várias espécies de pássaros.

Esta trilha só pode ser feita das 8h00 às 15h00, após este horário não é possível entrar nesta trilha, então aconselho começar seu passeio por ela.

 

Canyon Itaimbezinho - Parque Nacional Aparados da Serra
Canyon Itaimbezinho – Parque Nacional Aparados da Serra

 

Trilha do Vértice

Esta trilha é mais curta, cerca de 1 km é bem fácil de fazer e dá uma visão espetacular do Canyon Itaimbezinho e das cachoeiras das Andorinhas e Véu de Noiva.

Durante a caminhada há vários pontos de observação, com mirantes para poder apreciar uma visão maravilhosa deste espetáculo da natureza.

Quando visitei o parque havia uma noiva fazendo o book do casamento. As fotos devem ter ficado lindas.

O Canyon Itaimbezinho é maravilhoso, fiquei sentada em um dos bancos feitos de tronco, apreciando a visão do canyon e das cachoeiras.

É um lugar encantador, faz você sentir muita paz e gratidão. Faz também ter vontade de ficar por ali, só olhando aquela paz.

 

Cachoeira Véu de Noiva - Canyon Itaimbezinho
Cachoeira Véu de Noiva – Canyon Itaimbezinho

 

Como organizar o passeio pelos parques

Segundo o Edson, proprietário da pousada que fiquei hospedada, a melhor maneira de visitar os Canyons é ir primeiro ao Canyon Fortaleza, na parte da manhã. Pois a tarde corre-se o risco de formar neblina e não se ter visibilidade para apreciar aquele espetáculo.

Já o Canyon Itaimbezinho é mais tranquilo de ser visitado tanto no período da manhã, quanto a tarde. Apenas cuidando do horário para chegar antes das 15h, caso contrário não conseguirá fazer a Trilha do Cotovelo.

Eu fiz os dois passeios em um único dia. Foi bem puxado, pois caminhamos ao todo em torno de 10 km. Para quem não está acostumado a caminhadas tão longas é aconselhável dividir em dois dias os passeios.

Para fazer todos os passeios existentes em Cambará do Sul, é aconselhável ficar na cidade por ao menos 4 dias.

Caso fique somente dois dias como eu, sugiro organizar seu roteiro da seguinte forma. No primeiro dia, visitar pela manhã o Canyon Fortaleza, e a tarde a Cachoeira dos Venâncios, desta forma não se cansará tanto.

E no segundo dia fazer a visita ao Canyon Itaimbezinho. Desta forma poderá fazer as trilhas deste canyon com mais calma e mais tempo de descanso entre elas.

 

Floresta de Pinheiros - Fazenda dos Venâncios
Floresta de Pinheiros – Fazenda dos Venâncios

 

Dicas importantes na visita aos Canyons

Não custa lembrar que é bom levar lanches e água para seu passeio pelo Canyon Fortaleza. Ir calçado de tênis e passar protetor solar.

Para o Canyon Itaimbezinho, são praticamente as mesmas dicas, levar lanches, frutas e água. Ir calçando tênis e passar protetor solar.

Tenha cuidado especial com as crianças. Nos parques é proibida a entrada de animais de estimação e também alimentar os animais silvestres. Assim como é proibido retirar qualquer tipo de planta ou animal da reserva.

Além disso leve uma sacolinha para guardar seu lixo e levá-lo com você até encontrar uma lixeira. Não jogue restos de comida, papéis, latas ou garrafas pelo caminho. Esta atitude consciente ajudará a manter estas belezas vivas para que todos possam conhecê-las.

 

Cachoeira do Tigre Preto - Parque Nacional da Serra Geral
Cachoeira do Tigre Preto – Parque Nacional da Serra Geral

 

Onde comer em Cambará do Sul

Como disse em outro texto que escrevi sobre a Serra Gaúcha, é muito caro comer no sul do Brasil. Mesmo Cambará do Sul sendo uma cidade do interior com apenas pouco mais de 6500 habitantes, ela não foge a regra de ter restaurantes caros.

No primeiro dia na cidade almoçamos no restaurante O Casarão Galeteria. Ele está localizado na Rua João Francisco Ritter, 969. Por lá são servidos massas, galetos, truta e saladas no sistema self service misto com combo de truta, ou galeto. Você escolhe o galeto, ou truta, ou massa, todos os combos são serviços junto com polenta e queijo na chapa, as massas você serve-se a vontade no buffet. As saladas também são servidas a vontade. O restaurante tem uma decoração rústica mas bem bonita. A sopa de capeletti é muito boa. Os combos variam de R$ 45,00 a R$ 65,00.

No segundo dia jantamos no Restaurante do Lago, a especialidade deles é a Truta, um lugar super aconchegante, com uma decoração graciosa. Comemos a Truta a moda do chefe e uma sopa de capeletti, com uma água e um suco de uva, pagamos R$ 112,00. Este restaurante fica na Estrada do Faxinal, no caminho para o Parque Nacional dos Aparados da Serra, logo na saída da cidade.

E foi assim que conheci Cambará do Sul, uma cidade que até então era desconhecida para mim. Fiquei maravilhada com a beleza do Canyon Fortaleza e Canyon Itaimbezinho. Espero que este texto ajude você a montar seu roteiro para conhecer os Canyons brasileiros. Já esteve em Cambará do Sul? Tem alguma dúvida? Precisa de ajuda com seu roteiro? Deixe sua mensagem aqui embaixo, terei prazer em responder. Gostou destas dicas? Então siga o blog no Facebook, Instagram e Pinterest para saber mais novidades. Até o próximo post.

203 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 201 LinkedIn 2 Google+ 0 Filament.io 203 Flares ×
Seguir Alessandra Lima:

SEO e Redatora

Sou Alessandra, uma pessoa apaixonada por viagens. Sou formada em Comércio Exterior e escrevo o blog De Cá Pra Lá desde 2014. Adoro ler e tirar fotos, principalmente das paisagens dos novos lugares que conheço. Seja bem vindo ao blog De Cá Pra Lá.

4 Responses

Deixe uma resposta