Guararema o que fazer nesta cidade do interior de São Paulo

postado em: Brasil | 0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

No último feriado de páscoa, fiz uma pequena viagem até a cidade de Guararema. Uma cidade do interior de São Paulo que fica a apenas 80 km de distância da capital. Em 2017 meu feriado de Páscoa, passei em Capitólio Minas Gerais, uma cidade linda, você vai adorar conhecer.

É uma cidade pequena, que segundo o site do IBGE possui 28.978 habitantes. Conta a história da cidade no site da Prefeitura, que ela foi fundada em 1611 por Gaspar Vaz, inicialmente chamada de aldeamento da Escada. Seu nome foi alterado para Arraial da Escada, Freguesia da Escada, até que em 1875 passou a chamar-se Guararema, devido a abundância de uma árvore com mesmo nome na região.

O melhor caminho para chegar a Guararema, saindo de São Paulo é pela Airton Sena e Carvalho Pinto. Haverá dois pedágios na ida e os mesmos na volta, totalizando R$ 14,40.

 

Guararema - Portal da Cidade
Guararema – Portal da Cidade

 

O que fazer em Guararema em um dia

Por ser uma cidade pequena é possível conhecer quase todas os pontos turísticos a pé. Quando chegamos a cidade estacionamos o carro na rua de trás da Igreja São Benedito, que fica no centro da cidade.

Como fomos em um sábado, ainda estava funcionando a área azul. Para efetuar o pagamento da taxa de estacionamento, basta ir até o chaveiro, que fica do outro lado da rua da Igreja São Benedito. Você informa a atendente até qual horário pretende ficar estacionado e ela lança no sistema da prefeitura, você paga e pronto.

Chegamos a cidade por volta das 10h, como o horário da área azul iria até as 13h pagamos o valor de R$ 5,50 e pronto. Moderno não?

Se precisar de informações sobre algo na cidade, pergunte ao dono da banca de revistas do lado da Igreja São Benedito, ele sabe de quase tudo…rs. Foi ele que nos explicou sobre a área azul, onde pagar a taxa e também perguntamos a ele se havia lojas de locação de bikes, infelizmente não tem por lá.

 

Estação de Trem de Guararema
Estação de Trem de Guararema

 

Igreja Nossa Senhora da Escada

Foi neste ponto que a cidade de Guararema começou a nascer. Foi lá que iniciou-se a criação da cidade em 1611 pelos jesuítas e índios catequizados.

A igreja fica logo na entrada da cidade, em uma ruazinha a esquerda. Basta andar cerca de 1 km para encontrar a igreja. A construção atual data de 1652, com arquitetura em estilo Barroco, feita em taipa de pilão.

Uma construção simples mas que remete a muita história da época da colonização. No dia que visitei, por ser sábado de Aleluia, antes do domingo de Páscoa, estava acontecendo uma missa. Desta forma só consegui ver a igreja por fora.

Ah, não deixe de tirar uma foto do monumento da entrada da cidade, é muito bonito.

 

Igreja Nossa Senhora da Escada
Igreja Nossa Senhora da Escada

 

Igreja São Benedito

Localizada no centro da cidade, foi construída em 1875, por uma escrava alforreada, Maria Florência. Ela recebeu de sua sinhá um pedaço de terra por ocasião de sua alforria, e no local coordenou a construção de um igreja.

Inicialmente uma pequena capela, que em 1954 foi demolida e construída a atual igreja de São Benedito. Em 2011 foi construída a praça com uma fonte ao redor da igreja.

O interior da igreja de São Benedito é simples, mas bonito, as imagens estavam cobertas devido ao ritual do sábado de aleluia em sinal de luto, para serem descobertos no domingo de Páscoa, após a ressurreição. Este pode ser seu ponto de partida na cidade, pois tudo fica próximo dali, o endereço é Praça 9 De Julho, 39.

 

Interior da Igreja São Benedito
Interior da Igreja São Benedito

 

 

Igreja São Benedito - Guararema
Igreja São Benedito – Guararema

 

Pátio Zé da Bala e Passagem Dona Vitória

Ao lado direito da Igreja São Benedito está o Pátio Zé da Bala, uma pequena praça com um portal de entrada e com murais pintados e emoldurados de madeira. A praça recebeu este nome em homenagem a um farmacêutico da cidade que tinho o hábito de ter sempre balas para distribuir as crianças que encontrava.

A passagem Dona Vitória é um pequena ponte que leva ao Parque de Lazer Professora Deoclésia de Almeida Mello. A passagem recebeu este nome em homenagem a esposa do Zé da Bala.

É no Parque de Lazer que você encontrará banheiros públicos muito limpos e organizados, bancos para um descanso sob grandes árvores e a possibilidade de admirar um belo jardim.

 

Pátio Zé da Bala
Pátio Zé da Bala

 

Centro Artesanal Dona Nenê

Localizado no Parque Professora Deoclésia de Almeida Mello, é um estande muito bem elaborado, todo fechado de vidro e com pilares e paredes rústicas.

Lá são encontrados vários tipos de artesanatos para decoração, como tapetes, mantas, toalhas bordadas e trabalhos em patch work. Utensílios em madeira e pedra e itens para os animais de estimação.

 

Parque Professora Deoclésia de Almeida Mello
Parque Professora Deoclésia de Almeida Mello

 

Por lá você também encontra a paçoca tradicional da região. Esta paçoca é diferente daquelas que conhecemos, ela é feita com amendoim torrado e socado no pilão de madeira. É servida em forma de farofa. É possível experimentar os dois tipos de paçoca, um para quem gosta de sabores mais adocicados e outro com sabor mais suave, bem gostosa.

 

Casa Artesanal Dona Nenê
Casa Artesanal Dona Nenê

 

Praça do Coreto e Calçadão do Comércio

Por ser uma cidade pequena quase todos os pontos ficam pertinho um do outro. Saindo do Pátio Zé da Bala, logo em frente está o Calçadão do Comércio, ou Centro Comericial, com várias lojinhas de roupas, eletrônicos e acessórios.

No final do calçadão está a Praça do Coreto, que existe em quase toda cidade do interior. A praça é muito bem cuidada, possui um jardim, uma fonte e esculturas.

Ao redor da Praça do Coreto estão localizadas a Prefeitura de Guararema e o Centro de Cultura da Cidade. Além de bares, padarias e comércio em geral.

 

Praça do Coreto - Guararema
Praça do Coreto – Guararema

 

Ilha Grande

Uma ponto interessante que descobri em minhas pesquisas sobre Guararema, foi que a cidade possui uma ilha bem no centro. Então fomos lá conferir.

A Ilha Grande está localizada na rua que fica ao fundo da Igreja de São Benedito. Descendo a pequena ladeira, no próximo quarteirão você já verá a ponte que leva até a Praça Lidya Custódio Domingues, e outra ponte que leva a ilha.

Logo na entrada da praça está a fonte Rio Paraíba do Sul,com uma linda escultura de peixes.

 

Praça Lidya Custódio Domingues
Praça Lidya Custódio Domingues

 

Esta ponte foi construída sobre o Rio Paraíba do Sul, algumas pessoas costumam ficar sobre a ponte jogando petiscos para verem as carpas subirem a superfície. O Rio Paraíba do Sul tem muitos peixes, inclusive carpas coloridas, além de patinhos e outras aves.

A Ilha Grande é uma espécie de parque, rodeado pelo Rio Paraíba do Sul, onde é possível encontrar esquilos correndo pelas árvores, borboletas e pássaros. Por entre as árvores existem trilhas para caminhadas e corridas, além de mirantes.

A ilha conta também com um centro de estudos sobre meio ambiente. É possível visitar a ilha todos os dias das 7h00 às 19h00. Há policiamento na entrada da ilha o que transmite mais segurança aos visitantes. Não é permitido entrar com animais de estimação na ilha.

 

Ilha Grande - Guararema
Ilha Grande – Guararema

 

Estação Ferroviária Guararema

A Estação Ferroviária de Guararema faz parte de um projeto de conservação das ferrovias no Brasil. Com o intuito de preservar a memória ferroviária, o passeio de trem em Guararema voltou a funcionar desde outubro de 2015.

Toda reformada a estação possui um pequeno museu com fotos e equipamentos antigos. Há também a ponte da linha de ferro muito procurada por turistas para uma bela fotografia.

 

Estação Ferroviária de Guararema
Estação Ferroviária de Guararema

 

No próximo texto contarei a você como foi o passeio de Maria Fumaça. Para chegar a ferrovia basta seguir a esquerda, na rua da Igreja de São Benedito. No blog tem outro texto sobre um passeio de Maria Fumaça que fiz em Bento Gonçalves, dá uma olhada lá, você vai amar.

Precisa  de hotel para sua viagem? Faça sua cotação por aqui. Além de conseguir a melhor hospedagem pelo menor preço, você ajuda o blog De Cá Pra Lá a continuar dando dicas para suas viagens.

 

Estação Ferroviária de Guararema
Estação Ferroviária de Guararema

 

Mirante Prefeito Gerbásio Marcelino

O mirante havia sido inaugurado no anterior a minha visita a Guararema. Fiquei muito feliz, pois poderia ter perdido a chance de conhecer um lugar lindo e com uma vista espetacular.

Quando fomos almoçar, reparei que no alto de um morro havia uma movimentação de pessoas e fiquei curiosa, pois não tinha encontrado nada em minhas pesquisas, sobre um local no alto da cidade para visitar.

Então conversando com a atendente do restaurante perguntei o que era, ela me informou que era o novo mirante da cidade que havia sido inaugurado no dia anterior.

 

Mirante - Guararema
Mirante – Guararema

 

Quando voltamos do passeio de Maria Fumaça fomos conhecer o lugar. Como o espaço é novo, há placas improvisadas a cada esquina indicando o caminho. Mas como quase tudo na cidade, o caminho começa por uma rua na lateral direita da Igreja São Benedito, Rua Doctor Silva Pinto.

Partindo daí, haverá placas/banners indicando as direções para o Mirante. O lugar é realmente muito bonito, tem vários mirantes com vista para a cidade e para as montanhas de Mata Atlântica.

 

Mirante - Guararema
Mirante – Guararema

 

Além da bela vista há um restaurante e uma lanchonete lá em cima, estrutura de banheiros e estacionamento e lindas fontes que fazem uma dança com suas águas. É possível também fazer uma foto legal junto ao letreiro com o nome da cidade.

Vale a pena o passeio, a praça é muito bonita, e a vista espetacular. O mirante fica na Rua Inocêncio de Melo, 335. Aberto diariamente, 24 horas ao dia. O restaurante e lanchonete funcionam de terça-feira a domingo das 10h00 às 22h00. Os banheiros funcionam diariamente das 7h30 às 23h00. A entrada no Mirante é gratuita.

 

Mirante - Guararema
Mirante – Guararema

 

Onde comer em Guararema

Vi várias dicas sobre restaurantes na cidade, mas em minhas caminhadas por suas ruas, vi uma placa indicando a Cantina Basílico. Então decidimos ir até ela. Aliás, há várias placas pelas ruas do centro indicando os pontos turísticos.

A cantina é um lugar simples, sua entrada é um corredor ao lado de uma casa antiga de madeira. A cantina fica nos fundos.

Uma grande varanda decorada com fotos do centro histórico de São Paulo, garrafas de vinho e vasos de flores pendurados.

O lugar é muito organizado e limpo. Pedimos uma lasanha aos quatro queijos e uma porção de brusqueta, enorme, 10 fatias. A massa é feita por eles mesmos e estava muito saborosa e serve muito bem duas pessoas. Os pratos com suco de uvas e refrigerante saíram por R$ 71,50.

A Cantina fica na Rua Marcondes Flores, 339, e é fácil chegar caminhando, só seguir pela rua na continuação da praça do coreto, fica a umas cinco quadras da praça.

 

Mirante - Guararema
Mirante – Guararema

 

Outros sites com informações sobre Guararema

Informações Históricas: Prefeitura de Guararema

Sobre passeios: Blogs Contando Destinos e Por onde Andamos

Estes foram os pontos turísticos de Guararema que consegui visitar em um dia de passeio. Mas há outros pontos que valem uma visita, como Parque Municipal Recanto do Américo, Megandra uma casa que mescla arte e culinária, Igreja Nossa Senhora da Ajuda, entre outros. Nos blogs que citei há informações sobre estes lugares também.

Para conhecer todos os pontos turísticos de Guararema e fazer o passeio de Maria Fumaça serão necessários dois dias na cidade. Uma ótima pedida para um descanso de final de semana.

Pretendo voltar a Guararema para conhecer o que ficou faltando. Gostou destas dicas? Então siga o blog no Facebook, Instagram e Pinterest para saber mais novidades. Já esteve em Guararema? O que achou da cidade? Tem alguma dúvida sobre os passeios? Deixe seu comentário aqui embaixo, terei prazer em responder. Até o próximo post.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×
Seguir Alessandra Lima:

SEO e Redatora

Sou Alessandra, uma pessoa apaixonada por viagens. Sou formada em Comércio Exterior e escrevo o blog De Cá Pra Lá desde 2014. Adoro ler e tirar fotos, principalmente das paisagens dos novos lugares que conheço. Seja bem vindo ao blog De Cá Pra Lá.

Deixe uma resposta