O que fazer em São Thomé das Letras a cidade mística

postado em: Brasil | 0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Nosso roteiro pelas cidades históricas de Minas Gerais foi bastante longo e contemplou várias cidades mineiras. Algumas delas não fazem parte do hall histórico de Minas, como São Thomé das Letras. Nossa primeira parada do roteiro, que inicialmente me deixou um tanto quando incomodada.

Suas ruas estreitas, íngremes e de pedras, com muitos turistas por todos os lados. Pessoas com hábitos alternativos, vestindo roupas diferentes me causaram certa estranheza. Mas após me instalar na pousada e dar uma volta pela cidade a pé, fui me adaptando, e acabei achando a cidade uma graça.

Muitas casas pela cidade possuem estátuas de duendes, ET’s e bruxos. Algumas casas são feitas de pedra de quatzito, que é muito abundante por lá.

Chegamos a cidade no meio da tarde e o movimento ainda era intenso. No final do dia, a Pirâmide uma das atrações mais famosas de São Thomé das Letras, ficou apinhada de gente. Muitos turistas sobem até lá para assistir ao por do sol.

São Thomé das Letras é uma cidade pequena com 6.655 habitantes. Ao redor da cidade é possível avistar várias montanhas de quartzito, mineral explorado por várias empresas.

Para buscar uma boa opção de hospedagem em São Thomé das Letras, utilize este link. Você conseguirá os melhores preços e ainda ajuda o Blog De Cá Pra Lá  a continuar dando dicas para suas viagens.

 

São Thomé das Letras - Portal da cidade
São Thomé das Letras – Portal da cidade

 

O que fazer em São Thomé das Letras

A cidade apresenta muitas atrações, principalmente atrações naturais, como cachoeiras, grutas e picos.

Quase todas estas atrações são acessadas por estradas de terra. Para visitar algumas delas é necessário o auxílio de guias com carros especiais para trilhas. A cidade vários tipos de atividades, como mountain bike, rapel, trekking, motocross e escalada.

Concentrei meus passeios por São Thomé das Letras nas cachoeiras e grutas. São muitas e lindas cachoeiras. Fiquei na cidade por 3 dias e consegui visitar várias cachoeiras e uma gruta.

A seguir colocarei as cachoeiras que visitei, e algumas informações de como chegar até elas, caso não queira utilizar serviços de guia.

Tome sempre como ponto de partida para as cachoeiras o portal de entrada da cidade, assim fica mais fácil localizar-se.

Caso precise alugar um carro para sua viagem, faça sua cotação por este link. Você terá em único lugar a comparação de várias locadoras. Assim conseguirá o melhor custo benefício.

 

São Thomé das Letras - Casa de Pedras
São Thomé das Letras – Casa de Pedras

 

Vale das Borboletas –  Caminho para  Três Corações

Parte do caminho para este complexo de cachoeiras é feito por estrada pavimentada, e parte por estrada de terra. Saindo de São Thomé das Letras, partindo do Portal da cidade, siga sentido Três Corações.

Ao lado do depósito de pedras, do lado esquerdo da estrada há uma entrada para 3 estradas de terra, uma a esquerda, uma a direita e um ao centro. Pegue a estrada de terra a sua esquerda, como se estivesse indo para o depósito de pedras.

Mais ou menos 500 metros a frente está a entrada para o Vale das Borboletas. Por ser uma propriedade particular é cobrada uma taxa de R$ 5,00 por carro para estacionamento.

Nesta propriedade há três cachoeiras e um poço para banho.

 

São Thomé das Letras - Vale das Borboletas
São Thomé das Letras – Vale das Borboletas

 

Cachoeira das Borboletas

Esta cachoeira fica a 120 metros da entrada da propriedade, ela tem duas quedas d’água separadas por uma marquise de pedras. E é possível se refrescar na parte de cima, na plataforma de pedras por onde a água passa antes de cair na cachoeira. Assim como é possível se refrescar na parte de baixo, no poço formado pela queda d’água.

A água é bastante rasa, então é possível as crianças se divertirem por lá também, apenas é necessário cuidado para descer pelas pedras. Mas é uma descida pequena e suave, não é íngreme.

 

São Thomé das Letras - Cachoeira das Borboletas
São Thomé das Letras -Cachoeira das Borboletas

 

Poço do Gnomo

Também a 120 metros da entrada da propriedade, fica do lado esquerdo da cerca, embaixo de um arvoredo.

Este poço é formado pela mesma queda d’água das Borboletas, cheio de pedras ao redor e dentro da água, é ótimo para relaxar.

Sua água é cristalina e devido ao verde das árvores a sua volta, tem um tom esverdeado. É um lugar lindo.

Além da queda d’água e do poço a paisagem do local é muito bonita. Vale muito um passeio até lá.

 

São Thomé das Letras - Poço do Gnomo
São Thomé das Letras – Poço do Gnomo

 

Cachoeira Garganta do Diabo

Eu não cheguei até esta cachoeira, pois o acesso é bastante difícil e é aconselhável contratar o serviço de um guia para ir até ela.

Até tentei chegar ate lá, mas fui somente até o primeiro paredão de pedras que fica no caminho para a Garganta do Diabo. Que também é uma cachoeira e bastante bonita também, pois tem muitas pedras recortadas pela força da água.

Meus filhos estiveram em São Thomé em outra ocasião e foram até a Garganta, mas o acesso é bastante difícil, é necessário subir por um paredão de pedras.

Então, por este motivo, é melhor contratar um guia que conheça o caminho e saiba como lidar com esta subida. Por mais lindo que seja o lugar, e é, não vale o risco de um acidente.

Para chegar ao primeiro paredão com a queda d’água antes da Garganta, basta caminhar beirando o rio. Não há erro, no final encontrará esta queda d’água. Não sei o nome dela, caso alguém que esteja lendo saiba, deixe aqui nos comentários. Este também é um lugar bastante bonito.

 

Queda D'água a Caminho da Garganta do Diabo
Queda D’água a Caminho da Garganta do Diabo

 

Ladeira do Amendoim

Você já deve ter ouvido falar sobre este lugar. É um trecho da estrada, também de terra, que é uma decida, quando você solta o freio de mão do carro, mesmo deixando em ponto morto, no inicio da subida, ele sobe a ladeira sozinho.

Já pesquisei na internet, mas não encontrei uma explicação para este fenômeno. Este mesmo fato ocorre em uma rua em Belo Horizonte, também testamos e acontece mesmo. Além das cidades mineiras, outros lugares pelo Brasil e o mundo tem ruas/estradas com este fenômeno.

Se alguém souber uma explicação científica, ou outra, posta aqui nos comentários.

A Ladeira do Amendoim fica próxima ao Vale das Borboletas, seguindo sentido Três corações. Mais ou menos 3 km a frente, haverá do lado direito uma empresa Chamada Madson Pedras, e a entrada para uma estrada de terra. Entre nesta estrada e siga em frente, mais ou menos a 500 metros haverá do lado direito uma placa escrita Ladeira do Amendoim.

É neste ponto que o fenômeno acontece, faça a experiência e me conte aqui como foi, e se descobriu porque isto acontece.

 

São Thomé das Letras -Ladeira do Amendoim
São Thomé das Letras -Ladeira do Amendoim

 

Cachoeira Véu de Noiva

Esta cachoeira fica na estrada real, que ainda é de terra. Tomando como ponto de partida o Portal da cidade, siga sentido São Thomé das Letras, sempre em frente, você encontrará o Posto Ipiranga.

Logo após o posto você verá o inicio da estrada de terra, e uma grande placa com o nome Estrada Real.

Você vai seguir por esta estrada por 7 km então encontrará a Cachoeira Véu de Noiva. Uma cachoeira com uma queda d’água sinuosa que forma um poço raso, onde é possível refrescar-se. Para chegar a Cachoeira Véu de Noiva tem uma escada feita com raízes de árvore e troncos. Não é uma descida muito longa.

 

Cachoeira Véu de Noiva - Mais alguém vê dois rostos quase se beijando no centro onde a cachoeira passa
Cachoeira Véu de Noiva – Mais alguém vê dois rostos quase se beijando no centro onde a cachoeira passa

 

Cachoeira Paraíso

Esta cachoeira fica do lado esquerdo da Cachoeira Véu de Noiva, entre as duas cachoeiras há uma casinha branca que é uma forma de marcar a localização destas cachoeiras.

A Cachoeira Paraíso é menor que a Véu de Noiva e também forma um poço para banho, e também tem um riacho formado com o ciclo da água. Ela também forma uma pequena praia.

Para chegar a Cachoeira Paraíso é necessário uma pequena descida, tem alguns degraus feitos na terra mesmo. Mas é uma descida tranquila.

O acesso a esta cachoeira é feito pela Estrada Real, todo caminho é de terra, mas está bem conservado. Apenas é preciso tomar cuidado em alguns trechos, pois pode haver um pouco de terra mais fofa, podendo causar derrapagens.

 

São Thomé das Letras - Cachoeira Paraíso
São Thomé das Letras – Cachoeira Paraíso

 

Cachoeira Flávio

Esta cachoeira está no caminho de volta para a cidade, quer dizer, eu deixei para visitá-la na volta. Achei mais interessante ir até a Véu de Noiva e no retorno conhecer as outras cachoeiras que estavam mais no início do caminho.

A Cachoeira do Flávio tem duas pequenas quedas d’água, formando um poço raso. Creio que na época das chuvas o poço seja mais cheio, estive em São Thomé das Letras no início de Setembro, as chuvas ainda não tinham começado.

Esta cachoeira fica a 3 km desde o início da estrada de terra. Sua entrada tem uma placa inclusive há uma estrada para entrada e uma estrada para saída. Pois a estradinha é estreita, e há algumas vagas para estacionar o carro.

A entrada da cachoeira Flávio fica a esquerda da estrada. Você faz uma pequena caminhada de mais ou menos 300 metros e desce alguns poucos degraus.

 

São Thomé das Letras - Cachoeira Flávio
São Thomé das Letras – Cachoeira Flávio

 

Cachoeira Eubiose

Esta cachoeira está localizada em uma propriedade particular, na entrada há uma pessoa cobrando R$ 5,00 por pessoa.

A pessoa que estava cuidando da entrada da cachoeira explicou que há alguns anos houve um grande incêndio no local danificando a mata nativa. Isto ocorreu por não haver controle da entrada e saída de pessoas. E os visitantes faziam churrasco, acendiam fogueiras e isso ocasionou o incêndio.

O proprietário recebeu uma multa e teve que fazer um controle de entrada e saída de pessoas da cachoeira.

Para chegar a cachoeira é preciso fazer uma caminhada de 400 metros. Pelo caminho você poderá observar muitas plantas e também algumas corredeiras. Nesta cachoeira há uma formação rochosa muito bonita e duas quedas d’água. Quando estivemos lá estava com pouca água, mas ainda assim, era muito bonita.

Também tem um poço para banho e uma pequena escada para chegar a cachoeira.

 

São Thomé das Letras - Cachoeira Eubiosio
São Thomé das Letras – Cachoeira Eubiosio

 

Atrações São Thomé das Letras – Caminho para Sobradinho

Sobradinho é um distrito Rural de São Thomé das letras. Para chegar ao distrito o caminho é basicamente o mesmo das cachoeiras que citei acima.

Entrando na Estrada Real, próximo ao Posto Ipiranga siga até o Bar do Jhony, neste ponto vire a esquerda. Você vai andar em torno de 16 km por estrada de terra.

A estrada é muito bem conservada, sem buracos ou pedras. Mas para rodar estes 16 km levamos por volta de 40 minutos. O carro do meu namorado é bastante baixo, então fomos bem devagar.

Há 16 km haverá um placa informando as atrações da região. A primeira é a Gruta do Sobradinho.

 

São Thomé das Letras - Gruta do Sobradinho
São Thomé das Letras – Gruta do Sobradinho

 

Gruta e Cachoeira do Sobradinho

Há uma placa bem grande na entrada da propriedade onde fica a gruta. Como fui até lá Murante a semana, parecia que não estava funcionando. mas entrando lá no fundo da casa há uma lojinha e tem um pessoal que atende aos clientes.

O valor para visita guiada a gruta é de R$ 15,00, mais R$ 5,00 para o aluguel da bota de borracha. A gruta fica a aproximadamente 300 metros de distância da loja.

A guia que nos atendeu foi a Marilda, ela é super atenciosa e muito conhecedora dos minerais encontrados na gruta. Muito calma e paciente com o turista meio amedrontado pela experiência nova de estar dentro de uma caverna iluminada somente pelas lanternas dos capacetes.

Eu sou um pouco claustrofóbica, mas foi tudo bem no passeio, pois não há muitos espaços apertados. O único momento mais tenso, foi quando a guia pediu para apagarmos as lanternas. Aí ficou um breu, foi tenso!!! Depois de um tempinho e algumas explicações, pedi para ligarmos novamente as lanternas, já estava ficando incomodada…rs

A visita a gruta é bastante interessante, uma experiência bem diferente.

Após a travessia da gruta que leva pouco mais de 15 minutos você sai na cachoeira do Sobradinho.

Esta cachoeira também estava com pouca água, mal dava para ver uma quedinha. Quando saímos da gruta a guia nos deixou na cachoeira, caso quiséssemos aproveitar. Como ainda estava fazendo frio, não entramos na água.

 

São Thomé das Letras - Gruta do Sobradinho
São Thomé das Letras – Gruta do Sobradinho

 

Pico do Gavião

O Pico do Gavião é um ponto de exercícios militares, onde não é possível ir sem guia. Primeiro por recomendação do Exército e segundo porque carros comuns não chegariam até lá.

A estrada de acesso é muito esburacada e cheia de pedras. Um carro comum com certeza ficaria encalhado, mesmo sem chuva…rs

Partindo da Gruta do Sobradinho, seguimos até a Vila de Sobradinho, que fica a mais ou menos 3 km distante da gruta. Na vila conversamos com o dono da mercearia e perguntamos sobre guias para o Pico do Gavião.

Ele indicou o Gustavo, da Pousada Centenária. Inicialmente ele cobrou R$ 200,00 o casal. Confesso que assustei com o valor. Quase desistimos do passeio, mas ele percebeu que não iríamos fazer por aquele valor e fez por R$ 100,00 o casal.

 

São Thomé das Letras - Vista do Pico do Gavião
São Thomé das Letras – Vista do Pico do Gavião

 

A subida ao Pico do Gavião vale muito a pena, parte é feita de carro e depois há um trecho de caminhada, em torno de 1,5 km ida e volta. A paisagem com pedras e a vista lá de cima são de tirar o fôlego.

No caminho o guia nos mostrou o que deu o nome ao pico. Lá no alto, há uma formação rochosa que forma a imagem de um Gavião. Foi esculpida na pedra pela força da natureza daí se dá o nome do lugar.

Há outro passeio no pico que tem duração de um dia inteiro, que faz a excursão para conhecer esculturas de pedra feitas pela ação de chuvas e ventos. Dizem que é inacreditável as obras de arte que existem lá. Com certeza voltarei para conhecer este lugar e outras cachoeiras que não consegui conhecer.

 

São Thomé das Letras - Pico do Gavião
São Thomé das Letras – Pico do Gavião

 

Cachoeira da Lua

A última cachoeira que visite em São Thomé das letras. Ela está localizada a 2 km após virar a esquerda no Bar do Johnny.

Não tem como errar ela fica em frente ao Bar da Lua, uma construção pintada de roxo do lado esquerdo da estrada. A cachoeira da Lua tem um poço grande e profundo. Na sua lateral há uma corda amarrada na árvore, de onde as pessoas se penduram e se jogam dentro da água.

Esta queda d’água não é muito grande, mas é ótima para um banho. Também é um local bem legal para um pique nique. Só não esqueça de levar todos os seus lixinhos com você.

 

São Thomé das Letras - Cachoeira da Lua
São Thomé das Letras – Cachoeira da Lua

 

O que fazer na área urbana de São Thomé das Letras

São Thomé tem muitas atrações naturais, além das cachoeiras que citei, tem muitas outras cachoeiras e grutas. Mas estas necessitam o acompanhamento de guia.

Gruta de São Thomé: fica no centro. Em sua parede externa há uma pequena pintura rupestre.  É possível entrar nela e também dar a volta e subir no seu teto e ter uma vista da região. Não pode ser fotografada por dentro. Ela é bem pequena.

A Pirâmide: uma casa feita de pedra que fica no alto da cidade, bem próxima ao centro. Por lá sempre tem muitas pessoas no final do dia para assistir ao por do sol. Normalmente tem alguém cantando e tocando violão. Sempre há a apresentação de música e dança na Pirâmide.

 

São Thomé das Letras - Pirâmide
São Thomé das Letras – Pirâmide

 

Mirante: fica no mesmo morro que a Pirâmide, mas do lado oposto. De lá se tem uma vista maravilhosa da região e da Pedra da Bruxa. Pedra da Bruxa é uma formação rochosa que lembra o perfil de uma bruxa, com seu chapéu e o nariz pontiagudo.

Cruzeiro:  fica entre a Pirâmide e o Mirante, o local onde ficam estes três pontos turísticos de São Thomé das Letras, é bem interessante. Todo em pedras, há vários caminhos feitos com estas pedras, com pequenos jardins que parecem ter nascido por conta própria. Próximo ao Cruzeiro há um mastro muito alto, e conforme o vento passa por ele, ele emite sons. Bem sinistro…rs

Igreja de São Thomé das Letras: fica no centro histórico da cidade. Uma construção de 1785. A igreja é muito bonita, mas infelizmente está mal conservada. Mas vale a visita.

Centro Histórico: onde estão casas antigas, onde funciona o comércio local. Com lojas de artesanatos, exotéricas, restaurantes, bares, mercados, padarias e farmácias.

Igreja Nossa Senhora do Rosário: construída em pedras de quartzo aparentes pelos escravos no século XVII.

 

São Thomé das Letras - Vista do Mirante
São Thomé das Letras – Vista do Mirante

 

Onde comer em São Thomé das Letras

A cidade possui várias opções de restaurantes, concentramos nossas refeições em dois deles.

Pizzaria Alquimista: eles servem pizzas, massas, rizotos e carnes, uma pizza e bebidas saiu por R$ 63,25. Um valor razoável, e a pizza era muito boa. Eles têm outras 3 unidades na mesma rua. Uma delas é especializada em comida mineira e a outra em carnes.

Restaurante Dona Sinhá: localizado na mesma rua do Alquimista, fica num casarão antigo todo decorado com móveis e utensílios antigos. Gostei muito da decoração. Eles servem comida mineira self-service por quilo e pratos a la carte. O quilo custa R$ 39,90 e uma panqueca gigante, acompanhada de salada custou R$ 32,00. A comida é muito saborosa.

 

São Thomé das Letras - Vista do Mirante
São Thomé das Letras – Vista do Mirante

 

Dicas sobre as cachoeiras e grutas
  • Não tente ir às grutas de forma independente, algumas têm passagens difíceis, lugares altos e são muito escuras;
  • Contrate um guia credenciado para os passeios nas grutas;
  • Utilize sempre calçados fechados, presos aos pés, tanto para ir às cachoeiras, quanto às grutas;
  • Sempre leve protetor solar, repelentes, lanches e água, é importante manter-se hidratado e alimentado;
  • Não deixe restos de comida, sacos plásticos, latas nem garrafas na natureza, preserve para que você e outros visitantes possam aproveitar o lugar;
  • Dirija com cuidado pelas estradas de terra, pode haver pontos com terra solta e o carro pode deslizar.

 

Por do Sol na Pirâmide
Por do Sol na Pirâmide

 

Esta foi nossa primeira parada em nossa viagem por Minas Gerais.  São Thomé das Letras é um lugar inexplicável, só indo até lá para sentir a cidade. Gostou destas dicas? Então siga o blog no Facebook, Instagram e Pinterest para saber mais novidades. Ficou com alguma dúvida, deixe aqui nos comentários, terei prazer em responder. Até o próximo post.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×
Seguir Alessandra Lima:

SEO e Redatora

Sou Alessandra, uma pessoa apaixonada por viagens. Sou formada em Comércio Exterior e escrevo o blog De Cá Pra Lá desde 2014. Adoro ler e tirar fotos, principalmente das paisagens dos novos lugares que conheço. Seja bem vindo ao blog De Cá Pra Lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *