Paranapiacaba, 7 dicas sobre passeio de trem e 9 lugares para você conhecer na vila

postado em: Brasil | 13
20 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 20 LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 20 Flares ×

Paranapiacaba é uma vila pertencente a Santo André. Fundada no final do século XIX, com a função de ponto estratégico para a construção da estrada de ferro ligando Jundiaí a Santos. No início havia apenas barracas improvisadas para os operários, com o tempo foram sendo construídas casas de pau a pique (explico um pouco sobre este tipo de construção neste post sobre Arraial do Cabo).

A construção da estrada de ferro, a partir de Paranapiacaba durou sete anos e tem 139 km de extensão.

Paranapiacaba
Paranapiacaba

 

Passeio de Trem – Expresso Turístico Paranapiacaba

Cheguei a Paranapiacaba com o Expresso turístico Paranapiacaba. Para conseguir fazer este passeio de trem é preciso muita perseverança…rs. Fiz o passeio no dia 11/10 e comprei as passagens em agosto. Abaixo algumas dicas e informações.

Expresso Turístico Paranapiacaba
Expresso Turístico Paranapiacaba

 

  1. Entre no site da CPTM, para acompanhar a abertura da venda do passeio de trem neste link, ou ligue 0800 055 0121;
  2. Olhe se possível todos os dias, pois não há data definida para abertura das vendas;
  3. Assim que estiverem abertas as vendas, vá até a estação da Luz para comprar a sua passagem. A procura é muito grande e as passagens esgotam no mesmo dia;
  4. Em São Paulo a venda é feita na estação da Luz. Outro ponto de venda é a estação Prefeito Celso Daniel em Santo André. Não são vendidas pela internet;
  5. As passagens tem o valor de R$ 39,90 individual e R$ 59,90 dupla;
  6. O passeio de trem Expresso Turístico Paranapiacaba, acontece aos domingos. Sai da estação da Luz as 8h30. É necessário chegar ao local as 8h00. Faz uma parada em Santo André para pegar passageiros;
  7. A venda da passagem é feita no guichê do metrô, próximo a saída para a Pinacoteca e Museu da Língua Portuguesa, leia sobre estes lugares neste post.

Durante a viagem um dos tripulantes do trem vai contando a história sobre os lacais por onde o trem passa.

Caso prefira passar o final de semana em Paranapiacaba, veja opções de hotéis neste linkNeste post falo sobre o Passeio de Maria Fumaça que fiz em Bento Gonçalves, você vai gostar de ler.

Vista da ferrovia
Vista da ferrovia

O que ver em Paranapiacaba

Bem no dia que estive lá, quase não vi nada…rs, explico. Estava uma neblina mega, ultra densa, o raio de visão era de 5 metros, se muito. Mas não se assuste, foi possível ver tudo o que eu queria.

Casa Fox - Paranapiacaba
Casa Fox – Paranapiacaba

Não desanime caso você também seja recebido por esta neblina. Sempre que o sol saía de traz das nuvens, a neblina diminuía. Algumas vezes até sumia e era possível ver melhor…rs.

1 – Casa Fox: é uma construção em estilo inglês. Data do final do século XIX e era utilizada como moradia dos operários da construção da estrada de ferro. O nome dado a esta casa é uma homenagem ao Engenheiro inglês, Daniel Mackinson Fox. Ele veio ao Brasil em 1856, para realizar os estudos para a construção da ferrovia;

2 – Clube União Lira Serrano: um dos primeiros clubes criados na vila, onde acontecem shows de música e bailes;

3 – Antigo Mercado: antigo empório onde os operários compravam seus mantimentos e que hoje foi transformado em Centro Cultural;

4 – Museu Castelinho: residência do engenheiro chefe da ferrovia. Esta casa era utilizada tanto como moradia do engenheiro, quanto escritório e ponto de visualização dos operários durante a construção. É possível fazer uma visita guiada a casa. As visitas ocorrem aos sábados, domingos e feriados, das 10h00 as 16h00. A entrada custa de R$ 3,00. De terça a sexta as visitas somente são possíveis mediante agendamento pelo telefone (11) 4439-1318;

Museu Ferroviário - Paranapiacaba
Museu Ferroviário – Paranapiacaba

5 – Museu Ferroviário: é um local muito interessante, onde é possível conhecer locomotivas e casa de máquinas antigas. O acesso ao museu é feito pela passarela que passa sobre os trilhos da ferrovia. As visitas são aos sábados, domingos e feriados das 10h00 as 16h00. Durante a semana somente com agendamento prévio pelo telefone (11) 2695-1151, a entrada custa R$ 5,00. O passeio de Maria fumaça não estava funcionando, pois o trem estava em manutenção.

6 – Igreja Senhor Bom Jesus: construção de 1884, é ponto de referência no alto da vila. Uma igreja simples, mas que vale a pena conhecer. Para acessá-la atravesse a passarela e siga a esquerda, suba a rampa a direita, no final estará a igreja e o cemitério.

Réplica do Big Ben - Paranapiacaba
Réplica do Big Ben – Paranapiacaba

7 – O Relógio: este relógio foi construído para regular os horários de saída dos trens e para que os operários não perdessem o horário de trabalho. Ele foi construído nos moldes do Big Ben de Londres. Foi o único monumento que restou da antiga estação ferroviária de Paranapiacaba depois do incêndio de 1981. Quase não consegui vê-lo devido a neblina, mas nada que um pouco de fé não resolva. O sol apareceu por alguns instantes e consegui avistá-lo.

8 – Passeio de trem (trenzinho): próximo a Casa Fox, em frente a padaria, fica um trenzinho, que faz um tour pela cidade. O motorista vai mostrando os principais pontos turísticos, com algumas paradas, o valor do passeio é de R$ 10,00 por pessoa.

9 – Festival de Inverno: ocorre normalmente em julho, no final do mês. Neste evento são apresentadas bandas, oficinas de artes e dança, nos palcos do Mercado, Clube Lyra e também na Rua Direita. Neste post, conto como foi o Festival de Inverno Paranapiacaba que participei. Para mais informações sobre o Festival de Inverno entre em contato pelo telefone (11) 4439-1300 / 4439-1316 / 4439-1318.

 

Maria Fumaça

Onde Comer em Paranapiacaba

Bem na parte baixa da vila há muitos bares, lanchonetes e restaurantes. Almocei no restaurante Cantinho do Beija Flor, comida simples feita no fogão a lenha, no valor de R$ 20,00 por pessoa e você se serve a vontade.

Paranapiacaba trilhas

A vila oferece trilhas para conhecer a Serra do Mar. Estes passeios são conduzidos por monitores da Associação de Monitores Ambientais de Paranapiacaba.

Existem várias trilhas com os mais diferentes níveis de dificuldade, que vão de 1 a 15 km de distância.

Infelizmente não consegui fazer nenhuma das trilhas, pois a neblina estava realmente muito densa, mas pretendo voltar em breve para conhecer a Serra do Mar. Gosto muito de fazer trilhas, como esta que fiz no Parque Nacional de Itatiaia, foi incrível.

O valor dos roteiros, trilhas, variam de R$ 15,00 a R$ 55,00. Também é possível agendar parada para almoço acrescentando R$ 22,00 ao valor do passeio.

Para obter maiores informações sobre as tilhas e agendar com os monitores ente em contato pelo telefone (11) 4439-0155.

Paranapiacaba é uma vila muito simples, mas riquíssima em história, construções antigas e belezas naturais. Infelizmente a vila não foi preservada como deveria, tendo muitas construções deterioradas. 

Igreja Senhor Bom Jesus - Paranapiacaba
Igreja Senhor Bom Jesus – Paranapiacaba

A monitora do Museu Castelinho nos informou que o Governo Federal enviou verbas a prefeitura de Santo André para restauração da vila.

Vi algumas obras de restauro iniciadas, como a Antiga Escola Senai e também a estação onde normalmente o Expresso Turístico de Paranapiacaba chega. Mesmo não estando muito bem conservada vale a pena a visita.

Tem um post super legal sobre viagens de trem no blog Uma Senhora Viagem, tem muitos lugares interessantes sobre a história do trem no Brasil. Dá uma olhadinha lá, você vai amar.

Bem estas são algumas dicas sobre Paranapiacaba, baixo custo e diversão garantida. Apesar da neblina, ter atrapalhado um pouco, também deu um ar misterioso ao passeio. Gostou desta dica? Então siga o blog no Facebook, Instagram e Pinterest para saber mais novidades. Tem outras dicas diferentes sobre a vila? Ou está com alguma dúvida? Deixe seu comentário aqui embaixo, responderei com prazer. Até o próximo post.

20 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 20 LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 20 Flares ×
Seguir Alessandra Lima:

SEO e Redatora

Sou Alessandra, uma pessoa apaixonada por viagens. Sou formada em Comércio Exterior e escrevo o blog De Cá Pra Lá desde 2014. Adoro ler e tirar fotos, principalmente das paisagens dos novos lugares que conheço. Seja bem vindo ao blog De Cá Pra Lá.

13 Responses

  1. Eduardo

    Juliana não precisa o lugar é pequeno.
    De fácil acesso. Só vai seguindo as pessoas
    Tem o mirante que fica perto do Cemitério este fica na entrada. Vai em julho tem o festival de
    Inverno. Caso vc vá na época de verao e queira ir nas cachoeiras ae precisa sim de um guia . Lá é mata fechada.
    Mas ae vc deve ir cedo e estar lá pelo menos 9 hs . Neste caso deve ter um telefone que vc agenda com antecedência.
    Mas mesmo se vc for sem.ir ir nas cachoeiras
    Vale a pena ir . Local muito bom pra tirar fotos.

  2. Juliana Pavesi

    Ola queria saber se quando a gente chega na estacao tem pessoas la que fican a espera e nos convida para fazer o tour com eles, pagando claro.

    • Alessandra Lima

      Olá Juliana,

      Você irá com o Trem Expresso Paranapiacaba?
      Quando fui com o Expresso, havia algumas pessoas na plataforma sim, oferecendo passeios.
      Mas caso prefira poderá passear e conhecer a vila sozinha, a única diferença é que fazendo o passeio pago, terá uma pessoa explicando a história da construção da vila.
      No castelinho, que é a casa do engenheiro que virou museu, a guia conta a história da vila também.
      Abraço.
      Alessandra.

  3. karina rosa da silva

    Parabéns, ficou muito claro a apresentação.

    • Alessandra Lima

      Olá Santiago, férias, carnaval, verão, tudo acontecendo, e aqui no blog muitas dicas de praias e lugares especiais para curtir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *